O disparo de e-mail marketing é uma poderosa ferramenta para atrair e converter leads, no entanto, sem certos cuidados, pode jogar contra o seu negócio. Afinal, ao contrário de mensagens no WhatsApp e nas redes sociais, que podem ser deletadas, um e-mail disparado é irremovível.

Portanto, é necessário se planejar antes de clicar em “enviar”. Por outro lado, um planejamento é útil não só para evitar erros, mas também para aproveitar todo o imenso potencial desse formato de marketing digital.

Quem diz é a pesquisa Email Marketing Statistics, da DMA. Em 2017, foi apurado que o retorno sobre o investimento (ROI) dos e-mails foi de 122%. Esse percentual, segundo o estudo, é quatro vezes maior do que qualquer outro formato de marketing pela Web, inclusive redes sociais e anúncios no Google.

Para fazer parte do grupo das empresas que exploram suas listas de e-mail com sucesso, continue com a gente. Leia o artigo até o fim e descubra como fazer do envio de mensagens eletrônicas uma verdadeira máquina de gerar clientes!

O que é disparo de e-mail marketing?

Pela definição mais ampla, o disparo de e-mail marketing poderia ser entendido apenas como o ato de enviar uma mensagem de correio digital ao clicar no respectivo botão de envio. Até aí, nada demais.

Contudo, antes desse simples ato, é necessário compreender os aspectos estratégicos do mailing, um dos formatos mais eficazes em se tratando de ações de marketing já criadas.

Lembre-se de que redes sociais nasceram e morreram, apps de conversação chegaram ao auge e caíram no desuso, mas o e-mail está aí, firme, forte e pujante desde os primórdios da Web.

Por isso, você deve, sim, considerar seriamente a modalidade e até priorizá-la nos seus esforços de divulgação. Ao disparar uma mensagem, você utiliza um canal em que a audiência é mais qualificada, focada em soluções e sem as distrações das redes sociais.

Qual a importância na estratégia digital?

Os bons profissionais sabem que, sem uma estratégia que use e-mail marketing, suas ações certamente não terão resultados tão bons. Sobre isso, uma pesquisa da Mailigen atesta que 89% das pessoas que trabalham com marketing não só usam, como têm, no e-mail, seu canal prioritário em ações de promoção.

Diante do que o mercado diz, fica difícil argumentar contra a importância desse meio de comunicação, não acha? Em outras palavras, seu negócio pode até vender bem sem usar seu mailing, mas, com certeza, venderá muito mais se passar a utilizá-lo.

Contudo, para isso acontecer, não basta apenas disparar mensagens e esperar os clientes chegarem. Como toda ação com objetivos de converter, o envio de mensagens eletrônicas deve ser precedido de um planejamento e de alguns cuidados adicionais.

Como otimizar as taxas de entrega?

Portanto, o que você deverá considerar é que a eficácia do disparo de e-mail marketing é diretamente proporcional à atenção que você presta aos detalhes. Sendo assim, quanto mais certeiras forem suas mensagens, melhores serão seus resultados. Confira!

Confira o nome e o e-mail do remetente

Tenha certeza de que seus e-mails tendem a apresentar taxas de abertura maiores se suas mensagens forem enviadas em seu nome. Embora o nome de uma empresa até possa transmitir credibilidade, o fato é que as pessoas preferem se comunicar com outras pessoas.

Por isso, aposte sempre em mensagens que tenham você como remetente. Além de mais amigável, é muito mais efetivo, tendo em vista uma possível campanha de fidelização.

Não compre listas

Enquanto usar o nome da empresa como remetente não chega a ser um erro em si, a compra de listas de e-mails pode ser definida como algo simplesmente abominável, até mesmo porque a medida fere o direito à privacidade.

Considere, nesse aspecto, a publicação, em 2016, do primeiro regulamento com alcance internacional de proteção de dados — a General Data Protection Regulation (GDPR). Válida na União Europeia, já é adotada como referência mundial e trata justamente do uso das informações pessoais na internet, inclusive do e-mail.

Além disso, comprar listas é uma tremenda furada porque você não sabe qual a sua procedência, o que fere diretamente os bons princípios da segmentação de público. Em resumo, fuja das listas compradas, pois elas não compensam!

Tenha um servidor confiável

Não há nada pior do que, ao disparar mensagens, perceber que sua internet não dá conta do tráfego gerado. Quedas em servidores podem ter diversas origens, por isso, o melhor a se fazer é contar com um provedor confiável o bastante para garantir o êxito a cada disparo.

Monitore as entregas

Algumas ferramentas, como MailChimp, Mailigen e similares, contam com poderosos recursos de Analytics que permitem medir o alcance de seus envios.

Nesse sentido, não deixe de verificar, depois dos seus disparos, quais os endereços que não estão recebendo mensagens. A taxa de retorno — ou churn — pode indicar que seu e-mail está sendo tratado como SPAM, ou mesmo que a sua lista não está bem segmentada.

Caso seus envios sejam do tipo newsletter, então, uma medida altamente recomendável é conferir se todos os links que direcionam aos artigos estão corretos.

Perceba que, nesse caso, o objetivo é gerar tráfego para o seu blog, portanto, um link mal inserido faz com que todo seu esforço seja perdido. E, claro, isso vale para todo e qualquer disparo que contenha links direcionando para seu site/blog.

Analise o assunto

Você abre um e-mail cujo assunto não seja do seu interesse? Pois é, seus leads também pensam assim, por isso, crie títulos que sejam diretos e que despertem o interesse das pessoas em abrir suas mensagens. Vale destacar novamente a pesquisa da DMA, em que foi constatado que incluir as palavras “Só para você” aumenta a taxa de abertura em 28%.

Conheça os tipos de disparos

A propósito, é igualmente importante que você defina o tipo de campanha que fará, conforme metas definidas anteriormente. Caso sua decisão seja pela nutrição de leads, então, a prática mais indicada é o envio de 3 ou 4 mensagens esclarecendo sobre um tema específico.

Essas mensagens deverão partir do cadastro feito por pessoas em landing pages, nas quais você condiciona o download de material rico em troca de dados pessoais.

Já a newsletter pode ser explorada a partir do cadastro espontâneo de pessoas que acessam seu site/blog. Crie um campo em sua home apenas para a captação de endereços de e-mail ou use uma janela pop-up para solicitá-los sempre que alguém mover o mouse para fora da sua página.

Com essas medidas, o seu disparo de e-mail marketing será muito mais certeiro, e, no final, seu negócio terá resultados superiores, em vendas e na fidelização. Não é uma boa?

Quer continuar bem informado? Então, saiba agora o que é vendarketing e como ele pode levar ao sucesso da sua empresa!