O e-mail marketing é uma poderosa ferramenta de envio de conteúdo que, quando usada corretamente, contribui muito para o marketing digital de uma empresa. Entretanto, é preciso estar atento a alguns pontos importantes que podem garantir um e-mail seguro e que transmita credibilidade para os usuários que precisam abri-lo.

Quer saber mais sobre o assunto? Neste post, explicamos o que você deve avaliar para deixar o seu e-mail marketing mais seguro e, dessa forma, passar a confiança necessária para que o cliente acredite na sua marca e leia a mensagem. Vamos conferir?

Por que usar o e-mail marketing?

Nos últimos anos, as redes sociais têm ganhado cada vez mais destaque quando o assunto é marketing digital. Entretanto, o e-mail marketing também pode ser uma excelente opção para se relacionar com o seu público, nutrir leads e aumentar a conversão de vendas.

Com mais de 2 bilhões de usuários ativos, o e-mail é uma das maneiras mais eficientes de alcançar seus potenciais clientes de forma otimizada e com um custo relativamente baixo em comparação com outros formatos de publicidade na web, como anúncios patrocinados.

Uma das vantagens do e-mail marketing é que, com essa estratégia, você pode ter toda a atenção do lead focada no seu conteúdo. Além do grande alcance, é possível prever quem receberá a sua mensagem e o tipo de formato mais adequado para o seu público.

Por que é importante investir em um e-mail seguro?

Todos os dias, seus potenciais clientes são bombardeados por diversos tipos de e-mail. Muito além de um conteúdo bacana e de qualidade, é preciso contar com estratégias diferenciadas para atrair a atenção dos usuários e aumentar a credibilidade da sua marca.

Você já passou pela situação de abrir o seu e-mail, se interessar por um determinado conteúdo, mas não ter certeza se ele era seguro ou apenas mais um spam? Seu cliente também passa por isso todos os dias! Portanto, é preciso pensar em fórmulas e estratégias para se destacar.

Um e-mail seguro é capaz de passar a confiança necessária para que seu cliente abra seu conteúdo, leia seu material e, consequentemente, aumente as chances de conversão. Afinal, ninguém quer criar uma estratégia incrível de e-mail marketing que vai direto para a pasta de spam, não é mesmo?

Como deixar o seu e-mail marketing mais seguro?

Agora que você já sabe por que é importante ter um e-mail seguro, deve estar se perguntando como chegar a esse nível, não é mesmo? E para ajudá-lo nessa missão, separamos algumas dicas práticas para aplicar e otimizar o seu e-mail marketing. Confira abaixo!

Uso de domínio corporativo

Pode parecer apenas um detalhe, mas o domínio usado pela sua empresa em uma estratégia de e-mail marketing faz toda a diferença na forma como a marca é vista pelo público, por isso, precisa ser desenvolvido de forma cuidadosa.

É preciso pensar como os seus clientes pensam. O que passa mais credibilidade e profissionalismo para eles: um domínio-padrão de serviços de e-mail, como Hotmail ou Gmail, ou um domínio personalizado, corporativo e exclusivo de cada empresa?

Existem diversas formas de conseguir um domínio próprio para a sua marca, mas é importante providenciá-lo e começar a trabalhar a sua estratégia com todos os detalhes acertados.

Você pode criar e-mails para os seus colaboradores e setores de serviços. Assim, o usuário vai saber com quem está falando e que aquela pessoa do outro lado da tela realmente representa a sua empresa de alguma forma.

Logo e assinatura da empresa nos e-mails

Outra dica de ouro para que os clientes identifiquem e saibam que podem confiar nos conteúdos recebidos é usar sempre a logo e a assinatura da empresa em todos os e-mails enviados. Embora você já esteja usando um domínio corporativo, esses dois itens podem ajudar a confirmar que a mensagem é mesmo da sua marca.

A maioria das grandes empresas desenvolve uma assinatura de e-mail personalizada para cada um dos seus colaboradores, e essa pode ser uma boa prática para o seu negócio. Geralmente, além da logo da empresa, elas também contêm informações de contato e cargo do responsável pela mensagem.

Além da credibilidade passada para os usuários, a assinatura personalizada pode facilitar — e muito! — a rotina de envio de e-mails. Afinal, ela traz todas as informações de identificação necessárias e pode ser programada para finalizar todas as mensagens compartilhadas.

Atendimento humanizado e personalizado

Embora não esteja diretamente relacionado com os aspectos visuais de segurança dos seus e-mails, o tipo de linguagem e atendimento oferecido aos seus potenciais clientes faz toda a diferença na confiança que eles têm em sua marca.

Mensagens muito mecanizadas tendem a ser vistas como spam e, na maioria das vezes, ignoradas. Por isso, a tendência das grandes marcas é investir em um conteúdo cada vez mais personalizado e em um contato direto e humanizado com cada um dos leads nutridos.

Chame os seus potenciais clientes pelo nome, fale em primeira pessoa e mostre-se sempre interessado nos desejos e nas necessidades de cada contato. Outra boa dica é fornecer uma opção de atendimento para que o usuário responda à sua mensagem ou até mesmo tire alguma dúvida sobre os conteúdos, produtos ou serviços.

Opções de descadastro do e-mail

Um dos maiores medos de quem trabalha com e-mail marketing é ter um lead descadastrado da sua lista de contato, mas é preciso saber usar isso a favor da sua estratégia.

Ao oferecer a opção de sair da sua lista de e-mail marketing de forma rápida e descomplicada, você demonstra confiança na qualidade do seu conteúdo. Além de manter apenas os usuários interessados, essa estratégia deixa um potencial cliente mais seguro. Se ele não gostar do que receber, é só se descadastrar.

Embora essas dicas possam ajudar você a criar um e-mail mais seguro aos olhos dos seus leads, somente uma relação de troca de longo prazo será capaz de estabelecer a credibilidade da sua marca no mercado e fidelizar os seus clientes. Por isso, trabalhe duro que os bons resultados virão.

Este conteúdo te ajudou? Agora que você já conferiu todas as nossas dicas para deixar o seu e-mail seguro, compartilhe este artigo em suas redes sociais e ajude outras pessoas a otimizar suas estratégias digitais.