O LinkedIn para empresas está para o ramo B2B como o Instagram está para a moda. Ou seja, é o território virtual mais indicado para quem atua nesse segmento, no qual empresas vendem para outras empresas.

Fundado em 2002 por Jeff Weiner, hoje, o LinkedIn conta com mais de 200 milhões de usuários ativos em todo o mundo.

Parece pouco, mas se considerarmos que esse é um público altamente qualificado, fica evidente o potencial gerador de negócios da rede. Afinal, na plataforma, vale mais a qualidade e menos a quantidade.

Em virtude desse caráter mais seletivo, muitas empresas deixam de aproveitar as oportunidades que só se encontram nessa rede social. Assim sendo, continue com a gente para saber como fazer do LinkedIn a melhor vitrine para o seu negócio!

Crie uma página de sua empresa

O primeiro passo não se diferencia do que você deve fazer em outras redes sociais, que é a criação da sua página.

Para isso, você deverá acessar, no seu perfil, a opção “Criar Company Page”, dentro do menu “Soluções” (no canto superior direito, no qual são visualizados 9 quadradinhos).

Depois disso, será a vez de selecionar o porte do seu empreendimento. Aqui, vale destacar o caráter abrangente do LinkedIn. Afinal, é possível criar uma LinkedIn Page para uma empresa com menos ou mais de 200 empregados.

Também é possível criar uma página com layout e funções voltadas para instituições de ensino ou uma Showcase Page, espécie de “subpágina” que deve ser vinculada a uma outra principal.

Feito isso, basta preencher os dados no perfil, incluir seu logotipo e uma imagem de capa que seja expressiva e transmita credibilidade. Lembre-se, no LinkedIn, de que o objetivo é a interação com foco em negócios, por isso, é recomendável caprichar.

Personalize a URL do seu negócio

Também como no Facebook, você pode e deve personalizar a URL que levará as pessoas à sua LinkedIn Page. É muito simples fazer, bastando incluir o nome desejado no campo correspondente no momento do cadastro da página.

Se já existir uma outra empresa com um nome igual ao da sua, tente variações usando abreviaturas ou mesmo o slogan, se você tiver um. Ou, ainda melhor, use palavras-chave que indiquem de forma exata o seu negócio.

Por exemplo, pode ser que sua empresa seja uma consultoria no centro de São Paulo e não tenha uma companhia do ramo com uma página ativa.

Faça a descrição completa do seu negócio

Como uma rede social voltada a contatos profissionais, negócios e altamente identificada para o segmento B2B, no LinkedIn, credibilidade é fundamental.

Por isso, ao acessar o LinkedIn para empresas, não deixe nenhum campo da ficha do seu negócio em branco.

Quanto mais informação o público tiver sobre suas atividades, seu histórico e até cases de sucesso, melhor. Não vacile nesse ponto, já que as pessoas na rede têm olho clínico.

Seja estratégico

Para que sua LinkedIn Page apresente bons resultados, é importante que você entenda que, nessa rede, o que vende mesmo é ser interessante. Portanto, tudo que você vier a publicar deve, primeiramente, agregar valor para quem lê, assiste ou escuta.

Caso contrário, será um verdadeiro tiro no pé, ou seja, em vez de promover sua marca, seus conteúdos vão depor contra a empresa.

Crie e publique conteúdo regularmente

Não espere que a simples criação da página seja o bastante. Sua tarefa está apenas começando, e há muito a ser explorado nesse imenso mar de possibilidades do LinkedIn.

A partir da publicação da página, será hora de montar uma estratégia de conteúdo que envolva o público que você pretende atingir. Perceba que, nessa rede, não basta apenas replicar os textos que você posta em seu blog.

Como já destacamos, a galera do LinkedIn é exigente e gosta de conteúdos que agreguem, mesmo que não sejam relacionados ao seu ramo de atuação.

Por isso, tente variar ao máximo suas publicações, divulgando, sempre que possível, podcasts, vídeos ou mesmo editoriais com a opinião da sua marca sobre algum acontecimento.

Nesse último caso, tenha bastante cuidado e tente evitar temas que sejam polêmicos demais ou que despertem os “haters” (eles também estão na plataforma).

Monte uma campanha paga

Um dos aspectos mais interessantes do LinkedIn são os formatos de anúncios possíveis. Além dos anúncios de texto, visualizados nas barras laterais e adjacentes, e dos conteúdos patrocinados, que aparecem no feed das pessoas, existe, ainda, a mensagem patrocinada.

Praticamente uma exclusividade do LinkedIn, com esse formato de anúncio, você acessa diretamente a caixa de entrada das pessoas que compõem o seu público. Imagine mandar uma mensagem direto para o líder daquela empresa que você vem “paquerando” há tempos? Agora você pode!

Ao montar uma campanha, fique atento aos tipos de segmentação de público. Além dos tradicionais "localização", "gênero" e "idade", no LinkedIn, você pode explorar nichos ainda mais seletos, como:

  • cargo — seus anúncios são vistos por diretores, gerentes ou quem você identificar com poder de decisão;
  • nome da empresa — se você tem um alvo específico e ele tem uma página, escolha essa opção;
  • grupos — também é possível impactar grupos em mais uma opção exclusiva do LinkedIn.

Prepare o orçamento

Falar para um público tão qualificado tem seu preço. Ao investir em campanhas pagas pelo LinkedIn, é preciso se planejar, já que os valores cobrados são bem mais altos se comparados com os do Google.

O sistema, na prática, é idêntico ao do maior motor de busca do mundo. Sendo assim, seus anúncios poderão ser cobrados a cada clique, na modalidade CPC, ou por mil visualizações, no chamado Custo Por Mil (CPM).

Lembre-se de que, quanto mais segmentado for o seu público, mais caro fica o valor da campanha. Os anúncios na plataforma LinkedIn Ads são exibidos tal como no Google, ou seja, em sistema de leilão. Nesse caso, vence o anúncio mais relevante e que, claro, apresente o lance mais alto.

Se seu negócio negocia com pessoas jurídicas, não deixe de investir no LinkedIn para empresas. Essa será a sua melhor oportunidade de entrar em contato com quem toma decisões para influenciá-los positivamente. Inclusive, se você quiser se aprofundar ainda mais, acesse o guia de anúncios do LinkedIn (em inglês).

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe-o agora em suas redes sociais e leve essas informações a outros interessados!