O investimento em soluções diferenciadas para otimizar a rotina de trabalho e deixar a equipe muito mais produtiva é fundamental. No entanto, é comum encontrarmos empresas que têm resistência à tecnologia, tanto nos setores de produção quanto no setor de marketing, por exemplo.

Apesar de toda essa resistência, a tecnologia pode trazer grandes benefícios para a empresa, aumentando a produtividade da equipe, reduzindo os erros, melhorando os resultados e até auxiliando no processo de captação de dados e entendimento do mercado de atuação da sua companhia. Quer aprender mais sobre esse tema e transformar a sua forma de trabalhar? Continue a leitura!

Por que algumas pessoas têm resistência à tecnologia?

A resistência à tecnologia pode acontecer por vários motivos dentro de uma empresa, desde a própria diretoria, que tem receio de confiar em plataformas digitais, até os próprios funcionários, que não utilizam as ferramentas do modo adequado, por não saberem ou por serem resistentes a essa mudança.

Medo de não se adaptar

O medo de não se adaptar é um dos motivos mais fortes de resistência à tecnologia. Imagine que você está acostumado a lidar com as tarefas de um jeito manual e tem facilidade para manipular essas entregas — já construiu uma rotina em cima dessas atividades e tem controle para realizá-las.

No entanto, com a adoção de novos sistemas, os processos mudam e você precisa readaptar sua forma de trabalhar, adequando-se a essa nova demanda. Muitos colaboradores, ao se depararem com essa situação, acabam resistindo e evitando a adequação de suas rotinas às necessidades das ferramentas, diminuindo o uso da nova tecnologia no dia a dia.

Dificuldade com as plataformas

Além disso, existe também o fator familiaridade. Com uma nova ferramenta, é comum que os colaboradores tenham mais dificuldade de utilização no dia a dia, no início do processo de adaptação.

Essa dificuldade acaba por gerar resistência, pois pode tornar todo o processo muito mais difícil durante o período de aprendizado.

Como quebrar a resistência à tecnologia dentro do setor de marketing?

Como dito, a resistência pode acontecer por motivos distintos. Para lidar com essa dificuldade, é preciso criar um ambiente tranquilo, comunicativo e empático, permitindo que os seus colaboradores aprendam e adequem-se aos novos processos de forma leve e eficiente, reduzindo a resistência e aumentando o potencial desse novo investimento.

1. Invista em treinamentos

A primeira ação que precisa ser realizada para reduzir a resistência à tecnologia e permitir que o setor de marketing finalmente adeque seus processos é o investimento em treinamentos.

Nesse momento, é interessante que uma pessoa que tenha familiaridade com a ferramenta contratada realize um treinamento junto à equipe, apresentando todas as funcionalidades, explicando como funcionam, como serão úteis no dia a dia, apresentando os benefícios e, claro, mantendo-se à disposição para auxiliar durante o processo de adaptação.

2. Melhore a comunicação interna

A comunicação interna precisa ser melhorada para garantir que os colaboradores aceitarão as mudanças no processo de trabalho.

Antes de realizar a implementação de um novo software dentro da sua empresa, certifique-se de que todos os colaboradores estão cientes sobre a mudança. Crie campanhas de comunicação interna para ensiná-los sobre os benefícios dessa mudança, estimular a curiosidade e prepará-los para o dia do treinamento, citado anteriormente.

Quando a comunicação interna é bem-feita, é possível reduzir a resistência à tecnologia, uma vez que os colaboradores estarão cientes a respeito das vantagens e de como essa mudança será interessante para a empresa.

3. Adote boas ferramentas

Antes de escolher qual ferramenta será utilizada, é preciso levantar suas necessidades e descobrir quais delas representam o maior suporte ao que você precisa.

Um dos motivos que mantêm uma equipe resistente às mudanças é a contratação de ferramentas complexas, que tornam o processo mais difícil, e o dia a dia dos colaboradores, mais oneroso.

Por isso, quando for escolher uma ferramenta, busque aquelas que dispõem de uma interface muito mais simples e intuitiva e que realmente auxiliarão no dia a dia da sua empresa. Avalie também o suporte oferecido pela ferramenta, caso exista alguma dúvida ou algum problema no dia a dia de uso dos colaboradores.

4. Compreenda os benefícios desse investimento para o marketing

Entender os benefícios desse investimento para o marketing e as vendas da empresa também é importante. Hoje, existem diversas ferramentas de automação de marketing que prometem melhorar a produtividade da equipe, o entendimento de mercado e a conversão em vendas.

Para fazer com que seus colaboradores aceitem essas mudanças, é fundamental que você explique quais são os benefícios não só para a empresa, mas também para o dia a dia desses profissionais.

5. Estabeleça métricas

Antes da implementação de uma nova ferramenta, é preciso estabelecer quais métricas serão medidas mensalmente para identificar os progressos da equipe e da empresa com o novo investimento. As métricas podem girar em torno da produtividade, dos esforços de trabalho e, claro, de resultados esperados.

O ideal é ter essas métricas acompanhadas antes da implementação para, quando a ferramenta começar a ser utilizada, você ter parâmetros para comparar e verificar como esse novo investimento está transformando seus processos e seus resultados.

6. Tenha paciência

Ter paciência durante o processo de implementação e adaptação é fundamental. É preciso que você, enquanto gestor, coloque-se no lugar dos seus colaboradores e imagine como é complexa a fase de adaptação a um novo processo na rotina de trabalho.

Converse com seus colaboradores e esteja sempre à disposição para auxiliá-los no dia a dia com possíveis desafios que podem surgir. Sempre reforce os benefícios da ferramenta, como ela poderá otimizar todo o trabalho do time de marketing e, claro, tenha paciência.

O que acontece com uma empresa que não se adapta à tecnologia?

A tecnologia é capaz de otimizar processos e tornar a equipe mais produtiva. Com a ascenção das novas soluções tecnológicas, como ferramentas especializadas e plataformas de automação, cada vez mais empresários estão adotando essas alternativas.

Uma empresa que não investe em tecnologia, e não se adequa a essa nova tendência de mercado, acaba ficando defazada, perdendo sua competitividade e diminuindo seu diferencial competitivo.

É fundamental estar à frente da concorrência, e a melhor forma de fazer isso é utilizar de recursos tecnológicos para melhorar a sua abordagem, conhecer bem o seu público, conhecer o seu mercado e transformar a sua forma de fazer negócio.

O uso da tecnologia não é difícil. O período mais turbulento dentro das empresas é, realmente, a fase de adaptação ao processo, uma vez que toda a forma de trabalho é atualizada. Porém, passado esse momento, é hora de colher os frutos, acompanhar as métricas e ver os resultados alcançados com as mudanças.

Apesar de várias empresas apresentarem resistência à tecnologia no marketing, é preciso entender que as ferramentas permitirão que a sua equipe seja cada vez mais estratégica, uma vez que o tempo gasto em atividades manuais será menor. Explicar isso para a equipe, fazer um bom treinamento, manter uma boa comunicação, mensurar os resultados e ser um gestor empático são os pilares de um processo de adaptação muito mais tranquilo e natural, evitando estresses e aumentando a rentabilidade do negócio.

Quer aprender mais sobre marketing e as melhores ferramentas para a sua empresa? Leia nosso artigo "Top 7 melhores ferramentas de automação de marketing".