O WordPress é a plataforma de gerenciamento de conteúdo mais utilizada no mundo. Segundo a W3Techs, isso corresponde a 33% de todos os websites. Sua facilidade de uso e sua capacidade de personalização são alguns dos fatores responsáveis por esse sucesso. No entanto, como fica o SEO para WordPress?

Apesar de o CMS ter funções básicas de otimização para mecanismos de busca, sua principal vantagem nesse sentido está no uso de extensões para ampliar essa capacidade. Continue conosco para conferir a lista de plugins de SEO que vai ajudar a melhorar o ranqueamento do seu site WordPress. Vamos lá!

1. Yoast SEO

Começamos a nossa lista com um dos mais completos e bem avaliados plugins de SEO para WordPress: o Yoast SEO.

Sua principal funcionalidade é analisar um post ou uma página e indicar se as otimizações estão adequadas ou precisam de alguma melhoria. Isso inclui o tamanho do título SEO (title tag), o preenchimento da meta description, o uso de links internos e externos, o uso do atributo “alt” nas imagens, entre outros.

O Yoast também oferece a análise de legibilidade, que mostra dicas para melhorar a qualidade dos seus conteúdos, principalmente em termos de fluidez do texto, formatação e escaneabilidade.

Sem contar com outros recursos mais técnicos, que envolvem o sitemap.xml, o uso de breadcrumbs e a configuração de exibição do link quando compartilhado em redes sociais.

Para o sucesso de uma estratégia de SEO, a prática do link building é fundamental. Isso envolve conseguir links de sites externos para o seu, mas também apontar para outros sites e para as próprias páginas internas.

É aqui que entra o Broken Link Checker, que consegue varrer o site em busca de links quebrados. Ele mostra onde é preciso consertar esses links, permite configurar a frequência de verificação e ainda tem a opção de enviar notificações por e-mail sobre novos links quebrados.

3. Redirection

Quando alteramos a URL de uma de nossas páginas, é interessante criar um redirect para que os usuários que tenham o link antigo não recebam o indesejado erro 404 de página não encontrada. Esse problema, aliás, pode prejudicar o seu posicionamento nos resultados de pesquisa.

Além disso, o redirecionamento é importante para que o Google e outros mecanismos de busca entendam que aquela nova URL pertence a uma página que já foi indexada e ranqueada anteriormente.

Nesse sentido, o plugin Redirection é uma excelente solução para gerenciar os redirecionamentos dentro do seu site e ainda saber se há páginas mostrando o erro 404.

4. AMP

O projeto AMP — sigla em inglês para Accelerated Mobile Pages, ou páginas móveis aceleradas — é uma iniciativa do Google em colaboração com outros grandes nomes da indústria de tecnologia, como Twitter, LinkedIn e o próprio WordPress. O objetivo é estabelecer um padrão para criar páginas que sejam, ao mesmo tempo, bonitas e de carregamento rápido.

Apesar de ainda não haver indícios de que o uso do AMP seja um fator direto de ranqueamento para o Google, configurá-lo pode contribuir para melhorar o seu posicionamento. À medida que isso favorece a experiência dos usuários, especialmente daqueles que usam dispositivos móveis, é interessante avaliar a aplicação da tecnologia às suas páginas.

Para isso, o plugin de mesmo nome, AMP, é uma ótima escolha para fazer a configuração com rapidez e simplicidade.

5. Google XML Sitemaps

O sitemap.xml, que citamos rapidamente na seção sobre o Yoast SEO, é um arquivo fundamental para que os mecanismos de busca consigam encontrar as suas páginas de maneira adequada. Sem ele, os processos de rastreamento e indexação do site ficam comprometidos e as medidas de otimização com outros plugins, provavelmente, não terão o efeito desejado.

Sendo assim, use um bom gerador de sitemaps, como o Google XML Sitemaps, para não prejudicar a sua performance nos buscadores e manter esse arquivo constantemente atualizado.

6. All in One SEO Pack

Se você não se sentir confortável com o Yoast, o All in One SEO Pack é uma alternativa com interface mais simples e diversas configurações automáticas. Ele é recomendável para iniciantes porque já conta com boas configurações iniciais de otimização, mas também apresenta recursos avançados para quem já tem mais conhecimentos de SEO.

Algumas de suas funcionalidades são:

  • otimização automática de títulos para os motores de busca;
  • geração automática de meta tags;
  • suporte ao Google AMP;
  • suporte ao Google Analytics;
  • meios de evitar conteúdo duplicado.

A taxa de rejeição, ou seja, a porcentagem de visitantes que acessam o seu site e desistem dele sem olhar outras páginas, é um importante fator de ranqueamento. Quanto mais baixa ela for, mais forte será a indicação para os mecanismos de busca, de que aquele site tem informações relevantes e é capaz de manter os usuários envolvidos.

Uma das formas de deixar esse indicador em um nível aceitável é incluindo posts relacionados ao final dos seus conteúdos, de modo a engajar os leitores, fazendo com que fiquem mais tempo navegando no site. Com o Related Posts for WordPress, você pode fazer isso automaticamente ou por meio da seleção manual dos posts relacionados que quiser incluir.

8. SEO Optimized Images

O SEO Optimized Images tem como finalidade inserir os atributos “alt” e “title” nas suas imagens.

Essa é uma técnica de SEO que pode passar despercebida, mas que é fundamental para os mecanismos de busca entenderem o que são as figuras do seu site e, eventualmente, mostrarem suas páginas nos resultados. Além disso, essa medida contribui para que a sua marca também apareça nas buscas específicas por imagem.

Percebemos, portanto, que existe uma grande variedade de plugins de SEO para WordPress. Uns mais completos, outros com funcionalidades mais específicas, mas todos com o intuito de melhorar seus resultados de otimização para motores de busca e aumentar as chances de se posicionar bem nas pesquisas orgânicas.

Agora, queremos saber o que você achou da nossa lista. Conte para a gente nos comentários e aproveite para dizer se já usava algum desses plugins com regularidade e se conhece um outro bom recurso que não aparece entre os 8 acima.